PRIMEIRAS IMPRESSÕES: THE BLACKLIST

Por Alvaro Luiz Matos

28 de setembro de 2013


SPOILERS ABAIXO:
The Blacklist superou minhas expectativas, imaginei uma série um pouco diferente, mais procedural mesmo, imaginei uma série sem muito conteúdo e uma história de fundo apenas para puxar o roteiro. Mas não foi bem isso.


The Blacklist se mostrou mais madura, se mostrou cheia de segredos, cheia de plots e histórias paralelas. Alguns segredos estão guardados, outros o roteiro nem faz questão de esconder. Lizz com toda certeza é filha dele e isso está explicito.

Estou aguardando o próximo episódio no intuito de entender qual será o formato real da série. Todo piloto tem uma história diferente, uma caso mais rápido e menos aprofundado, e as histórias ficam no ar.
Quero saber qual será a profundidade de cada caso, se haverão casos semanais ou se a investigação será mesmo um plano de fundo para diálogos mais importantes entre pai e filha. Quero entender qual a densidade do roteiro ou se trata apenas de uma série de ação (como The Following) que procura agradar pelos grandes plots e não pela qualidade.

Estou animado com a série, e espero que muita coisa possa acontecer.

Enfim, vamos falar de outros aspectos. A produção está bem montada, o cenário é típico de séries de conspiração (como Homeland, por exemplo), a dinâmica é boa, mas o caso ainda foi um pouco raso. Temos bons atores na série, mas desconheço a atriz principal (embora tenha gostado muito da sua atuação), James Spader é realmente a estrela da série, da um tom totalmente diferente, dando maior confiança ao projeto.
A trilha sonora foi simples, mas abusou de músicas tristes em momentos importantes, geralmente séries desse seguimento só utilizam efeitos sonoros, e esse diferencial é algo positivo (valoriza muito a cena).

No mais não temos muito que falar, vamos apenas acompanhar e aguardar.

Twitter @SeriesEmFocoWebRelated Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Facebook: SériesEmFoco

Assista a promo do próximo episódio:
Comentário(s)
3 Comentário(s)