GREYS ANATOMYS – S10E01/02: SEAL OUR FATE / I WANT YOU WITH ME

Por Mari

29 de setembro de 2013

                                                             SPOILERS ABAIXO
Para todos os adoradores de drama, GA voltou e com dois episódios. Assim como no começo da nona, a décima temporada começa exatamente de onde ela parou. A tempestade acontecendo, os medicamentos acabando, os médicos exaustos e decisões a serem tomadas.

Os dois episódios tem a narração de Richard Webber, o que a princípio não significa nada, já que George também narrou o episódio e morreu, mas não há como ignorar a esperança de que ele esteja vivo. A única que parece se preocupar com o desaparecimento do Chefe é Bailey, que está toda contente com o nascimento do little Bailey, já superou o trauma de operar e está mais pronta do que nunca.

Percebe-se ainda uma incrível diferença entre os internos “pioneiros” que passaram por tudo juntos, se tornando uma família, mesmo competindo para serem os melhores e os novos internos que competem a atenção dos supervisores mais do que qualquer coisa. Isso faz com que Ross [o sempre bonzinho] peça à Brooks para procurar o Richard na sala de geradores. O final a gente pode imaginar, Heather é eletrocutada e cai ao lado de Webber, nesse momento também descobrimos que ele não está morto, por enquanto.
Quando finalmente Ross os acha, os médicos tentam de todas as maneiras salvar ambos. Então começam surgir as interferências e sentimentos de culpa: Ross se sente culpado por ter pedido para que Brooks fosse procura-lo, Bailey e Yang se sentem culpadas por terem piorado a situação durante a cirurgia, a chata da mãe do Avery se sente a toda poderosa, começa gritar com todo mundo e quer tirá-lo de lá de qualquer maneira.

É nesse momento que Meredith descobre que o Chefe a colocou como responsável pelas decisões médicas. O que faz até Alex desconfiar que talvez ela seja filha dele. Enfim, depois de todas as decisões tomadas e salvar as pessoas que podiam ser salvas, o episódio termina.

Claro que aconteceram muito mais coisas: April finalmente toma sua decisão [que sinceramente, pra mim é a mais correta], mas isso não significa que no meio do caminho Shonda não mude de opinião, já que April é a cirurgiã mais indecisa do Grey Sloan Memorial Hospital; Os novos internos percebem que não se conhecem e criam o círculo da confiança [regado a bebida, óbvio]; Alex e Jo tentam se pegar no hospital, mas não encontram um lugar naquele bendito hospital que não traga lembranças à ele; Yang se mostra uma ótima tia e ela e Hunt têm várias recaídas durante todo o episódio [porque apesar todo o desastre ocorrendo os médicos tem tempo de dormir uns com os outros]; e finalmente, Callie e Arizona se tornam o casal problema da vez: eu sou #teamCallie desde sempre, e acho uma sacanagem o que Arizona fez com ela, então claro que concordo com a decisão tomada por Callie de se separar, pelo menos por um tempo.
Destaques do episódio para Derek que é um ótimo pai, ajuda Callie com Sophie e ainda traz leveza na cena com ela bêbada. E Mer sendo a mais sensata do grupo todo, tomando as decisões e ajudando mesmo não podendo sair da cama, ela é a mãe do grupo, aprendeu e segue os exemplos de Bailey.

A décima temporada começou, sabemos que é a última de Yang e isso faz a gente pensar qual será a maluquice que Shonda irá fazer para que ela saia, mas eu chuto em alguma coisa tranquila, ela é uma rockstar, provavelmente será convidada para algo grandioso e sairá da cidade, algo do tipo.

Vamos aguardar e torcer.

E você os que acharam do episódio duplo?

Twitter: @SeriesEmFocoWebRelated Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Facebook: SériesEmFoco


                                    Assista a promo do próximo episódio:
Comentário(s)
11 Comentário(s)