SUITS - S03E04: CONFLICT OF INTEREST

Por Poliana Mendes

10 de agosto de 2013

SPOILERS ABAIXO
A disputa de egos em Suits nunca ficou tão evidente. Nunca o clima na Pearson & Darby teve tão tenso (mentira, já teve sim). Jessica não manda em mais nada, Harvey sabe e usa isso ao seu próprio favor, Darby que comprou 51% da firma e não tem nada a ver com isso faz o que tem que ser feito que é mandar.

O problema é que Jessica nunca foi de ser mandada, essa inversão de papéis é ótimo para a série e para nós que assistimos, pois podemos ver outras características dos personagens.

Jessica sempre confiou em Harvey para resolver seus casos mais complicados, agora que a relação dos dois está mais que abalada ela tentou de algum jeito mostrar que ainda o quer perto dela e que “lutou” para que o caso Ava fosse pra Harvey. As vezes me pergunto por que Jessica subestima tanto todos ao seu redor e olha que só tem cobra criada. E achei bem feito quando ele joga isso na cara dela!

E com o ritmo frenético de sempre de Suits, eis que Conflito de Interesses quis mostrar um pouco como essa fusão afetou Jessica e como ela se comporta quando não é mais a que manda sempre. Nos outros episódios vimos claramente como essa fusão afetou Harvey, mas ainda não tínhamos visto como essa sociedade de 51% Darby e 49% Pearson afetaria Jessica.
Ela sempre foi ao limite (e algumas vezes ultrapassou) para ganhar, independente se o cliente se prejudicaria, se perderia amizade de alguém, o mais importante pra ela sempre foi ser a número 1 e ganhar sempre. Harvey e Jessica sempre foram bons no que se propuseram a fazer, a diferença é que Harvey tem um limite e por esse episódio vimos que Jessica não tem.

Uma coisa é quando você é a chefe, pode mandar e desmandar, mas quando passa a ser mandada, a atitude tem que mudar e não vi mudança nenhuma na Jessica. Isso pode ser perigoso pra ela e pra sua firma, só dando mais motivos pra Darby preferir Harvey a ela.

O caso Ava Hessington veio pra ser o pano de fundo dessa primeira metade de temporada como eu disse em reviews passadas e deve durar mais alguns episódios com a vitória ou não de Harvey, e eu acredito que será o plot da segunda metade da temporada independente de Harvey conseguir tirar Jessica da firma ou não.

E o título do episódio não foi válido somente para Jessica, Harvey e Darby. Donna se encaixou direitinho nesse título, já que esse seu affair com o Stephen afeta seu trabalho, e com Harvey tão pressionado e querendo a qualquer custo mostrar trabalho para conseguir seu sobrenome na parede da firma, nada pode tirar seu foco, isso inclui o foco de Donna também.
Ver Katrina e Mike trabalhando juntos e mostrando que funcionam como um time é uma grata surpresa, não esperava que isso aconteceria tão rápido, ainda mais depois do vídeo de péssimo gosto do episódio passado. Podemos perceber também que ambos possuem outras coisas em comum e como Suits adora citar outras séries e filmes, nada mais justo que fosse séries (impagável o shiiiiiit dos dois quando descobrem algo importante do caso, para quem quer entender a piada, aqui). Espero que essa parceria fique só dentro da firma e Katrina não seja um possível interesse amoroso de Mike, demorou tanto pra ele se acertar com Rachel.

É interessante ver como Katrina apareceu nessa temporada e parece que veio pra ficar, lá na segunda temporada foi prometido tanto do seu personagem e entregue tão pouco que houve uma certa frustração. Louis e Katrina funcionam bem, a dinâmica entre eles é ótima e espero que os roteiristas aproveitem mais dos dois como dupla. 

O que eu não gostei nada é dessa tentativa de transformar o Louis em um possível vilão, ele está disposto a tudo mesmo? Até ser bode expiatório de Jessica para tudo que ela quiser? Sinceramente esse não é o Louis que eu conheço. Vale lembrar que a corda sempre arrebenta pro lado mais fraco.

Por Suits ser uma série de roteiro ágil, durante um ou outro episódio é normal se perder e não entender o que eles querem fazer, ou só eu que sou lenta? Nesse episódio mesmo, quando eles tentaram reverter o caso e começaram a usar um linguajar mais técnico, eu não entendi nada. Claro que Suits já passou do tempo de ser uma série sobre casos de direito para ser sobre as pessoas que trabalham nesses casos, mas mesmo assim acho que um ritmo mais lento ainda mais nesse tipo de situação seria bem vindo.

Frases do episódio:

Sobre o julgamento de Ava Hessington
"Harvey: O problema é que ela está sob julgamento por assassinato.
Louis: E a opinião pública diz que ela é tão culpada quanto Jean Valjean com um pedaço de pão escondido."

Sobre Stephen
"Rachel: E o acordo?
Donna: Em andamento.
Rachel: Você falou para o Harvey?
Donna: Ai meu Deus.
Rachel: O quê?
Donna: Nem pensei no Harvey. Sou Donna, como pude não pensar nisso?
Rachel: Pois não estava pensando com a cabeça. Estava pensando com sua...
Donna: Sim, entendi."

P.s*: Mike e seu sotaque britânico conseguiram enganar um jornalista.

P.s**: Não entendi por que Ava demorou tanto tempo para falar que não era a culpada dos assassinatos e o porquê.

P.s***: Cada episódio que passa Darby mostra pra Jessica quem manda realmente na firma.

P.s****: E a corridinha de Louis no início do episódio? hahahaha

Texto de:  Poliana Mendes - @poliziinhaa
Twitter: @SeriesEmFocoWeb
Facebook: SériesEmFoco

Assista a promo do próximo episódio:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentário(s)
4 Comentário(s)