DEXTER – S08E09: MAKE YOUR OWN KIND OF MUSIC

Por Alvaro Luiz Matos

28 de agosto de 2013


SPOILERS ABAIXO:
Zach pode ter demorado a cair no gosto do público, mas acabou se tornando um leal escudeiro e um ótimo aluno. Perder esse personagem não serviu apenas para abalar a mente dos espectadores, serviu para abalar as estruturas desse final de série.

Zach ter deixado uma pista que poderia levar Dexter ao seu assassino é um dos motivos pelo qual vinha me familiarizando com o personagem. A tensão tomou conta, pois a cada dia Dexter tem mais pessoas a sua volta, e, a cada erro, alguém pode se despedir como aconteceu com o seu aprendiz.

Em paralelo tivemos uma casada para a captura de Hannah, Vogel estava certa sobre a coexistência de duas vertentes na vida. Dexter acabará escolhendo por viver e deixará de ser um assassino (essa é minha aposta definitiva), me interesso agora em ver como é que a série vai nos convencer que será esse o grande final da série.
Enfim, estou vendo um final muito bom e costurado, Dexter apesar de ter falhas conceituais conseguiu construir uma linha madura e consciente sobre o que deseja para o seu término, fazendo com que o clima seja muito mais do que melancólico, trazendo justiça ao que foi um dia e ao que se acostumou a ser nos últimos anos.

Muitos dizem que a série é um pouco obvia, mas vejo isso mais como proposital do que algo falho. Harrison falou que Hannah deveria ser sua mãe, isso já nos deu a entender que aquele agente iria descobrir por intermédio dele, esse é um exemplo de que a série quer que saibamos o que está por vim, não para ser obvia, mas sim para adiantar o roteiro e evitar perda de tempo.

Oliver ser o assassino de Cassie também esteva na cara, a série não iria aparecer com um personagem novo de uma hora para outra só para fazer dele um vilão, ao contrario disso ela veio formando um vilão sem que percebêssemos. Entendem que quero mostrar que na hora certa tudo pode parecer obvio, mas até metade do episódio anterior ninguém imaginava que Oliver poderia ser o assassino (talvez tivessem algum palpite) e que na hora certa isso pareceu estar na cara. Para mim isso se chama coerência e não previsibilidade.
Voltando a falar do final da série, que é o que mais me intriga, acredito mesmo que teremos Dexter fugindo para outro lugar, mas não por ser descoberto como assassino, mas por amar e querer estar com alguém que precisa fugir da polícia. Só sentiria falta de Deb nessa história toda, acho que ela merecia mais destaque na vida dele (venho repetindo isso com frequência e torço para que o roteiro entenda a importância dela).

Por outro lado, tenho minhas duvidas sobre a morte de Oliver. Talvez seja ele quem irá se livrar de Dexter, talvez alguém tão importante quanto nosso protagonista possa morrer no final, alguém como Deb, por exemplo. As expectativas ao invés de se afunilar acabam ficando mais expansivas e isso é um ponto extremamente positivo.

Twitter @SeriesEmFocoWebRelated Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Facebook: SériesEmFoco

Assista a promo do próximo episódio:
Comentário(s)
1 Comentário(s)