SUITS - S03E01/02: THE ARRANGEMENT / I WANT YOU TO WANT ME

Por Poliana Mendes

27 de julho de 2013

Por: Poliana Mendespoliziinhaa
  
SPOILERS ABAIXO
“Sabe qual a diferença do Super Homem e do Batman? O primeiro é solitário e age sozinho, já o segundo é muito melhor quando tem seu companheiro Robin. Você é o Robin do Harvey, só precisa fazê-lo lembrar disso”. (LITT, Louis)

Depois de um final de segunda temporada eletrizante e com um cliffangher que só Suits sabe fazer, chegamos a terceira temporada. E a temporada começa basicamente onde terminou a segunda, gostei disso porque não precisamos ficar juntando as peças do episódio para saber o que ocorreu durante o salto temporal.

Claro que com a revelação de Mike pra Rachel ele ficaria preocupado com a revelação do seu segredo. Muitas coisas aconteceram para Mike em um curto espaço de tempo, nada normal do que ele ficar com receio de tudo vir à tona. Mas a sua maior preocupação foi sua relação com Harvey, tudo que o menino prodígio conseguiu foi graças ao seu mentor e Harvey deixou de ser uma pessoa solitária depois de Mike na sua vida. Como Louis mesmo disse, um depende do outro, um é melhor quando está em parceria com o outro e a analogia ao Batman e Robin caiu como uma luva para esses dois.
Falando em Louis, a interação que ele consegue ter com os personagens à sua volta é espetacular, quando Donna faz aquela piadinha do nazismo e ele cai como ninguém é de dar risada. Suits sempre foi uma série com alívio cômico e é impressionante como Louis se destaca nisso. Mais ainda, quando é uma cena mais séria e dramática. Essa briga de Louis com Nigel acho que demorará um bom tempo para cessar e a única opção que eu vejo, é um dos dois saindo da firma. Os dois são iguaizinhos, tiveram os mesmo problemas de bullying, tem as mesmas peculiaridades e nesse caso a firma é pequena demais para os dois. Espero que Louis consiga chutar a bunda desse cara o quanto antes.

A relação que vimos ser construída desde a 1ª temporada entre Mike e Harvey está abaladíssima, isso só mostra o quanto Harvey deseja dar a volta por cima, mostrar a todos quem é o papai (própria fala dele no episódio). Mesmo que isso implique em fazer parceria com o novo sócio, ou até mesmo querer Jessica fora da sua própria firma. Isso só mostra o quanto ele priorizava a lealdade de Mike.

Em Suits tudo pode ser influenciável e moldado ao que a pessoa em questão quer, uma mestre nisso é Jessica, tentando mostrar que está ao lado de Harvey, sendo que foi ela a tentar tirar Harvey do caso, mas sem deixar Darby com o pé atrás se essa fusão foi boa ou não para seu escritório.
Harvey pode ser prepotente, pretensioso, mas nada disso tira o mérito dele quando o assunto é  tentar descobrir podres dos outros. O grande caso desses dois primeiros episódios envolvia Ava, uma pessoa muito especial para Darby e Harvey fez de tudo para conseguir descobrir coisas de todos e ainda mexer com o psicológico do x-9 desleal. Pena que nem todos possuem lealdade pelas pessoas que são próximas.

É interessante quando o caso da semana de algum modo envolve alguma questão dos protagonistas e o da companhia de petróleo abordou justamente isso. Como pessoas próximas quando coagidas tendem a serem egoístas e não pensarem em quem os colocaram lá.

Demorou para Mike e Rachel se acertarem, mas acredito que agora essa questão esteja encerrada. O que faltava na relação dos dois era justamente a verdade e essa veio. Acho que agora os dois tendem a evoluir como casal, querendo ou não um serve de alicerce para o outro dentro e fora da firma. O grande problema aí é como a relação de Dona e Rachel se comportará, espero que não abale, pois a interação das duas é excelente. Palmas para o diálogo de Donna e Rachel quanto a pergunta emocional mais importante do relacionamento dos dois.
Como maltrataram o Louis nesses dois episódios viu, consegui ficar com pena dele de verdade. Harvey percebeu antes do que muita gente aquele velho ditado: “só damos valor a algo quando perdemos”. Adorei a dinâmica do Louis fazendo de tudo pra conquistar Mike. Mesmo sendo fã de Harvey e Mike, gostaria de ver como essa parceria com Louis se daria, acho até que seria bom pra dinâmica da série, mudar um pouco, saber que os dois conseguem sim viver um longe do outro.

E como sempre Harvey e sua grande habilidade de manipulação conseguiu fazer com que Ava não fosse presa. Mesmo não tendo sido uma vitória, foi melhor que a derrota que todos esperavam. O problema é que ele não sabe perder, acho que teremos mais disso nos próximos episódios.

P.s*: Foi de cortar o coração a cena final do Louis, espero que nos próximos episódios venham coisas boas pra ele

P.s**: A trilha sonora de Suits está tão boa que o canal está disponibilizando na página oficial da série a setlist de cada episódio.

P.s***: Qual a de Harvey mesmo? Quer passar Jessica pra trás ou Derby?

P.s****: A review ficou um pouco longa, por ser dupla, mas a partir do terceiro episódio, review semanal ;)

P.s*****: Suits sempre foi conhecida pelas suas referências a filmes e séries, nesses dois episódios foram muitas.

Texto de: Poliana Mendes@poliziinhaa 
Twitter: @SeriesEmFocoWeb
Facebook: SériesEmFoco

Assista a promo do próximo episódio:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentário(s)
2 Comentário(s)