SPARTACUS – S03E04: DECIMATION

Por Alvaro Luiz Matos

26 de fevereiro de 2013

Por: AlvaroLuizMatos - @AlvaroLuizMatos
SPOILERS ABAIXO:
A estabilidade e o aumento dos questionamentos fazem com que o episódio ganhe em estruturação e perda em ação, valorizando assim o grande momento que estava por vim.

Caesar dentro das muralhas da cidade é um plano audacioso e inteligente. O Romano, além de se misturar entre os escravos, tenta plantar a discórdia e incentivar as diversas divisões que estão por nascer naquele ambiente a cada dia mais moribundo. Sua participação na derrota de Spartacus é extremamente valorizada pelos historiadores já que se basea nessa conquista o reerguimento do nome de sua nobre família.

Dessa forma começamos a ver como os personagens essenciais da série começam a ganhar espaço enquanto outros tantos passam a ser mais discretos. Nessa visão temos Crixus como um personagem em desconstrução e reformulação, já que seu nome é gravado na história como o Barrabás de Roma (por sua crueldade).

Por falar em crueldade, Caesar nunca teve escrúpulos e obriga-lo a matar uma mulher como teste para provar ser fiel é a mesma coisa que nada, mas admito que eu me surpreendi com as condolências prestadas a garota em maltrapilhos. Nesse momento ficou claro que as chagas da humanidade não estão em raças ou crenças especificas, mas sim no interior de cada homem. Escravos e Romanos não são diferentes, pois entre bons e maus todos possuíam suas falhas.

Ainda dentro das muralhas meu sonho de rever Ganniacus x Crixus finalmente foi realizado (ou quase isso). O episódio, que se destacou por pouca ação, deixou de criar lutas épicas para se focar em uma luta ainda mais importante (além de muito desejada pelos fãs).

Todas as cenas finais do episódio, tanto a morte dos soldados romanos quanto a dos próprios cidadãos, pelos corredores da cidade, foram chocantes. São nesses momentos em que podemos ver como um simples ato pode se transformar em uma luta que emociona pela crueldade e pelos altos números de mortos para a época. E pensar que vivemos algo assim até hoje em campos de guerra por todo o mundo, só pedindo a Deus.

Em resumo o episódio foi digno da série e o melhor da temporada até agora, provando que o roteiro não precisa viver apenas de cenas de guerra e que tem qualidade para criar confrontos ideológicos.

Obs. 1: Spartacus não é somente uma série que aborda o poder, o sangue, as lutas, as conquistas e o direito de liberdade, mas mostra também o poder do amor. Para quem não se lembra, nosso protagonista desejava a morte, mas lutou pela vida para encontrar sua esposa. Oneomaus teve o peito ferido quando seu grande amor se envolveu com Ganniacus, já Crixus não descansou enquanto não encontrou Naevia. Hoje esse amor fica demonstrado de um jeito que a série ainda não havia abordado, entre um romano e uma escrava (Crassus e Kore).

Obs. 2: Se aquele barbudo que tinha uma mulher presa não morrer eu vou ficar muito puto, há limite até para a crueldade.

Obs. 3: Ainda estou assustado, a série há muito tempo não mostrava tanta crueldade junta assim. E do jeito que vai, quando tudo acabar, só sentirei falta de Ganniacus e Spartacus.

Twitter @SeriesEmFocoWebRelated Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Facebook: SériesEmFoco

Veja a promo do próximo episódio:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentário(s)
0 Comentário(s)