PRIMEIRAS IMPRESSÕES - THE FOLLOWING

Por Alvaro Luiz Matos

24 de janeiro de 2013

Por: Thamara Ribeiro - @Thamara_trs
SPOILERS ABAIXO:
A série que promete!

Chegou o tão esperado dia de estreia da série do ano. The Following conseguiu alcançar cerca de 10,4 milhões de espectadores!! Fiquei passada, mas merece pelo menos é o que parece com um elenco interessante e uma história intrigante. Digo isso, pois não queria começar a review com uma crítica ruim, afinal não sou a favor de jogar pedra em quem está apenas começando, porém o fato de ter havido uma grande divulgação restringiu um pouco as surpresas do primeiro episódio, o que nos resta apostar nos episódios seguintes.

Analisando os acontecimentos do episódio piloto: o serial killer, Joe Carroll interpretado por James Purefoy, nos deu uma prévia de como será essa série tendo como herói um cara problemático e confuso sobre sua própria vida. O ex agente do FBI, Ryan Hardi interpretado por Kevin Bacon, que já o havia capturado antes, está acabado, deprimente, passa seu tempo desocupado bebendo, porém quando é chamado para ajudar na captura de Joe ele parece ser o único capaz. E eu fico na dúvida se: é porque ele conhece muito bem o serial killer ou se a série quer que nós aceitemos que um cara que estava longe de suas antigas atividades pode voltar assim do nada resolvendo o caso na frente dos que estavam trabalhando nisso. É.

Falando um pouco mais sobre Joe Carrol. Ex professor de literatura da universidade Winslow, casado, romântico, escritor obcecado pelo período Romântico, que mata pela arte e que acredita que os olhos são a janela da alma. É difícil tentar entender a mente das pessoas, mais difícil ainda se torna quando elas sofrem de algum transtorno mental.

Enquanto assistia a série eu fiquei pensando: The Following né. Como é que alguém tem uma ideia dessas? E tive o seguinte pensamento: bom, como essas redes sociais estão em alta seria até mesmo um pecado deixá-las de fora de alguma série. E sim, um dos pontos mais importantes e talvez seja o diferencial da série é justamente a sacada que Joe teve ao conseguir reunir seguidores pela internet para que o ajudem nesta árdua tarefa (que pra ele é divertido) de matar algumas pessoas, mesmo já estando preso.

Resumindo, nós vamos acompanhar um serial killer brincando com a polícia, o FBI e Ryan (sorte mano!). Interessante não? Eu sinceramente nunca fui com a cara do Kevin Bacon, pra mim ele é quem tem uma cara de psicopata, demente, tarado da machadinha (uma pequena referência à Minerva), mas as aparências enganam e esta série vem apostando nisso, afinal quem diria que um casal de gays que mora na porta ao lado há três anos é na verdade seguidor de um perturbado? Ou que a babá do seu filho, muito confiável, responsável e um doce de menina, vai sequestrá-lo e entregá-lo para outros perturbados?

Ah, a trilha sonora (música Sweet Dreams) é bacana, nos deixa super na expectativa.

Não perca os próximos episódios. Fique ligadinho(a). Não saia daí!

Até!

Twitter @SeriesEmFocoWebRelated Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Facebook: SériesEmFoco
Veja a promo do próximo episódio:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentário(s)
11 Comentário(s)