CONHEÇA: ELEMENTARY

Por Alvaro Luiz Matos

14 de fevereiro de 2014


SPOILERS ABAIXO:
Há tempos vinha acompanhando a qualidade do roteiro de Elementary, acompanhando o crescimento da série e de repente entendi o porquê da CBS apostar tanto nela.


Odeio parecer repetitivo e dizer as mesmas coisas. Primeiro que venho dizendo frequentemente que Elementary foi criada e produzida com todo o cuidado, desde a escolha do elenco (que conta com o brilhante Jonny Lee Miller e Lucy Liu) até a montagem do cenário.

Todo o processo de criação da atmosfera, dos personagens, do perfil psicológico traçado são bem desenvolvidos durante os episódios. Tornar Holmes em um ex-dependente químico em recuperação e Watson em sua acompanhante de tratamento (além do personagem que originalmente é um homem e passou a ser uma mulher) foram adaptações feitas para dar um tom de originalidade à série.
Outro arco importante que serviu para criar uma proximidade entre a dupla foi o prazo de validade existente na permanência de Watson (que ficaria com Sherlock até o final do tratamento). Isso deu a série um tom de melancolia que é comum ao personagem principal.

Os casos semanais também foram bem conduzidos, as deduções de Sherlock Holmes foram utilizadas com parcimônia ao invés de serem banalizadas com fatos impossíveis, assim como o personagem também se permite errar e favorece as reviravoltas no roteiro. Tudo isso permite uma coerência muito grande, evitando que o personagem principal fique caracterizado como um “super herói”.

Até então meus elogios paravam ai e minhas criticas começavam aqui. Elementary não apresentou indícios nenhum de que faria uma correlação com a história real e parecia que ficaria entre as linhas turvas de um ótimo procedural. Porem a série subiu de degrau ao trazer à tona a existência de Moriarty.
Pra quem não sabe, ou não é assim tão inteirado com a literatura de Sherlock Holmes, Moriarty é o principal inimigo de Sherlock. O confronto entre os dois personagens já foram alvos de várias adaptações e leva ELEMENTARY para um grau acima.

Lá no inicio do texto disse que passei a entender a empolgação da CBS com a série. Os executivos do canal provavelmente tinham conhecimento do crescimento do roteiro e da intenção da série. Antes de Elementary ser lançada o medo (dos fãs de Sherlock Holmes) era que a série fosse totalmente equivocada, porem com toda a paciência do roteiro em desenvolver a história no momento certo faz com que ela passe a ser uma das séries mais promissoras do canal.

Comentário(s)
0 Comentário(s)