DEXTER – 7º TEMPORADA (RESUMO)

Por Alvaro Luiz Matos

16 de janeiro de 2013

Por: AlvaroLuizMatos - @AlvaroLuizMatos

SPOILERS ABAIXO:
Uma temporada de tirar o folego. Uma temporada de revelações. Uma temporada que teve praticamente tudo aquilo que esperávamos ver. 


Deb finalmente descobriu sobre Dexter e essa descoberta foi o carro chefe dos primeiros episódios da série. Porem para quem pensou que teríamos um desdobramento exagerado sobre o arco acabou se admirando com a forma que tudo foi feito.

Ao invés de passarmos a temporada toda falando disso pudemos assistir doze episódios com andamentos interessantes, tanto internamente quanto externamente. Nenhum personagem que entrou na série foi inútil, desde um assassino que suicidou a um repórter investigativo assassinado.
Desses dois personagens que citei ambos tiveram importância significativa para que um terceiro personagem fosse colocado na série. Hannah entrou como a ex-namorada (e ex-parceira de crimes) de um assassino e foi importante para o roteiro desde seu primeiro momento em Dexter. Já Price foi essencial não só para criar o perfil de Hannah, mas também para dar motivos para que Deb tentasse a todo custo prende-la.

Com todo esse envolvimento da personagem ela não poderia ficar distante do protagonista e ao conhecer Dexter suas primeiras faíscas tiveram inicio. Desde o primeiro momento os olhares se cruzaram e o romance foi bem trabalhado. O casal se formou em uma tentativa mal sucedida de Dexter em mata-la e dali por diante foram flores e poucos (mais grossos) espinhos.
Se pararmos para pensar de onde a série veio e para onde ela foi poderemos entender o quanto ela evoluiu. Saímos de temporadas que tiveram apenas evoluções psicológicas para uma que evoluiu drasticamente em todos os setores da vida de Dexter.

Com a constante cobertura de Deb por parte de seus crimes, podemos ver o quanto às atitudes de Dexter foram se modificando. Nunca pensamos que ele poderia deixar de matar alguém somente porque sua irmã pediu. No início da temporada tivemos vários momentos de redenção e desespero por parte dele.

Outro personagem essencial para a série foi Issak, o chefe da máfia ucraniana foi de maior carma a melhor amigo. Toda a construção da perseguição de Issak foi bem montada, porem o que mais chamou a atenção foram as grandes discussões ideológicas travadas pelos dois. (o que rendeu boas conversações e cenas inteligentes).
Mesmo que a aproximação de Deb e Dexter tenha sido o que abriu caminho para essa temporada acontecer, e todo o envolvimento de Dexter em um circulo vicioso, podemos dar a La Guerta o troféu de revelação do ano.

Todos nós sabemos que a personagem vinha sendo muito mal conduzida nos últimos anos e até um casamento com Batista aconteceu. Porem nessa temporada ela foi crescendo aos poucos e mostrando todo o seu potencial como investigadora.


Foi também em torno de La Guerta que a série se encerrou. De forma dramática Deb teve que escolher entre proteger seu irmão e manter a justiça. Sua escolha foi impactante e mesmo que não seja uma surpresa para todos não podemos dizer que foi uma escolha errada do roteiro.
Ansioso pela próxima temporada e aguardando uma possível confirmação de que será a última, pois particularmente o boato de renovação me incomodou.

Obs.:1: Outro fator que mudou muito a dinâmica da temporada foram pequenos casos paralelos. Podemos citar o assassino que se vestia de minotauro, ou então o incendiário. Casos como esses deram conteúdos aos episódios.


Obs.:2: Quinn e Batista estiveram pouco menos dispersos nessa temporada do que na última. Quinn não me agrada muito desde sua entrada na série, mas ver Batista sendo mal utilizado e aos poucos tirado da série me magoa um pouco. O personagem é um dos remanescentes da primeira temporada e poderia ser mais bem usado.
Obs.:3: Vale citar também as belíssimas atuações de novos atores na série. Hannah é interpretada pela lindíssima Yvonne Strahovski (a minha atriz favorita) e Issak interpretado por Ray Stevenson. Além, claro, de mais um show de Michael C. Hall e da sempre em evolução Jennifer Carpenter.

Obs.:4: Os filhos de Rita fazem aparição de ano a ano e parecem servirem apenas para dar aquela sensação de que Dexter precisa tomar cuidado para ninguém mais morrer.


Twitter @SeriesEmFocoWebRelated Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Facebook: SériesEmFoco

Veja a promo de DEXTER:

Dexter volta mais cedo esse ano, em 30 de junho. Felizes com a notícia?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentário(s)
5 Comentário(s)