THE VOICE BRASIL - S01E11: SEMI-FINAIS - Parte 4

Por Alvaro Luiz Matos

25 de novembro de 2012

AlvaroLuizMatos - @AlvaroLuizMatos

No segundo programa do dia nada de artistas consagrados cantando, nada de conversação e tudo muito corrido. Até que gostei de dois programas no dia e a globo provavelmente fez isso para segurar a audiência, porem se fosse pra voltar com aquele tempo curto para votação e com o clima de correria preferia que o programa fosse semana que vem, com mais calma e mais qualidade.

Realmente a única coisa que vem incomodando é o formato do programa. A forma de votação e a pressa com tudo, falta mostrar os treinamentos, falar dos cantores, mostrar o porquê das escolhas das músicas e isso não vem sendo feito por falta de tempo.

Se a estrutura do programa está totalmente arruinada, perto das edições de outros países, a qualidade dos cantores foi altíssima nessa segunda etapa.

Team Brown:
Quesia Luz:
Ed Motta falou tanto da qualidade de Quesia pela internet que parece que ela resolveu o homenagear. Com “Fora da Lei” ela se apresentou com muito carisma e qualidade, mostrando toda a sua qualidade vocal.

Mira Calado:
Mira além de bela cantora é sensual e abusa disso em suas apresentações. Nada de forma vulgar, mas tem sempre alguns olhares, alguns requebrados, algumas roupas mais chamativas e etc. Dessa vez a escolha da música foi de encontro ao seu jeito de ser e nos deixou uma ótima apresentação de presente.

Resultado:
Pra ser sincero acredito que Quesia foi ligeiramente melhor do que Mira, mas mesmo assim torci pela segunda. Quesia canta muito, foi à cantora que mais cresceu no programa e vinha demonstrando qualidade. Mira tem um repertorio nacional, um MPB de qualidade, um romantismo, provocação e presença de palco. Acho justo sua permanência.

Team Daniel:
Junior Meireles:
Com uma musica forte e pronta pra fazer o Brasil emocionar, Junior Meireles, mostrou a evolução que vem sofrendo dentro do programa. Sua audição de nada me convenceu, o duelo com Mira Calado foi quase um banho de agua fria e nas últimas duas apresentações ele finalmente mostrou força.

Carol Marques:
Antes que ela pudesse entrar no palco eu já estava dizendo “Voto no Junior Meireles” até porque o estilo musical dele me agrada mais. Porem Carol resolveu cantar uma música nacional que não deve nada em termos de emoção. Ela é uma cantora muito boa e da última vez acabei dizendo que se parecia uma diva que nasceu no país errado, e foi ouvindo-a cantando “eu te proponho” que tive certeza que, mesmo indo bem, ela se da melhor com musicas internacionais.

Resultado:
Com certeza há quem não concorde com o resultado, até porque a diferença da votação foi pouca, mas acredito que Junior se mostrou muito mais solto durante sua apresentação e também por isso mereceu ir em frente. 

Team Lulu:
Marquinhos Osócio:
Sempre disse que ele tem um estilo musical muito gostoso, daqueles que não temos mais um grande representante no Brasil. Pronto, Marquinhos resolveu cantar e inglês e acabou surpreendendo e se mostrando muito mais flexível do que pensávamos. Uma bela apresentação, com emoção, com garra e com muito bom gosto.

Gabriel Levan:
Ele nem começou a cantar e estava pensando: “Lá vem à gritaria”. E não é que ele passou bastante tempo se segurando até começar a se expressar com rouquidão e exagero. Já não digo mais nada.

Resultado:
MEU DEUSSSSSSS, 82%. A escolha foi Marquinhos Osócio. Juro que a grande popularidade de Gabriel me deixou preocupado durante o numero todo.  Até senti dó na despedida dele, acho que falta maturidade musical, mas vimos uma maturidade na hora de mostrar aceitação pela derrota.

Team Milk:
Gustavo Fagundes
O cara me ganhou na escolha da musica (e vocês achando que iria dizer nos olhos azuis?), Acho que o timbre de Lenine acabou o favorecendo já que ele já havia mostrado dificuldade com músicas nacionais. Talvez a estridência da voz dele combinou muito com a de Lenine

Ana Rafaela
Nossa caçula também não ficou atrás nem na escolha da música e nem na apresentação. Beleza e leveza do começo ao fim.

Resultado:
Dois cantores bonitos e duas vozes lindas. Acredito que pela sequencia Ana Rafaela é mais abrasileirada e tem um repertoria muito mais nacional, o que me agrada. E isso possivelmente pesou na escolha do público.


Compartilhe, comente e faça parte do Séries Em Foco
Comentário(s)
0 Comentário(s)