DEXTER – S07E06: DO THE WRONG THING

Por Alvaro Luiz Matos

6 de novembro de 2012

Por: AlvaroLuizMatos - @AlvaroLuizMatos

 SPOILERS ABAIXO:
Vou precisar rever alguns conceitos a partir de agora. Em que momento matar passou a dar tesão?  (com o perdão da palavra).

Vamos começar do fim, já que era esse momento em que eu mais esperava, ver Hanna e Dexter juntos, até porque Yvonne e Michael C. Hall são meus atores favoritos. A série deu muitas pistas de que isso estava por acontecer e esse episódio especialmente fez menção há isso o tempo todo.

Quem em sã consciência vai à casa de alguém dar uma orquídea pintada que lembra respingos de sangue  Meus conceitos sobre o amor estão ficando ultrapassados, só pode, no meu tempo dávamos um porta retrato para que a pessoa se lembrasse da gente, uma blusinha ou até mesmo flores ou uma caixa de bombom, mas nunca um show com neves pré-assassinato.

Falo assim porque é nítida a intensão de Dexter fornecer a Hanna um momento de alegria antes de matá-la e dessa forma ele planejou todo aquele espetáculo de neves (o que também serviu de distração) e aplicou nela sua seringa. Como se não bastasse, ela acorda, diz que ele deveria fazer o que deve ser feito, ele se comove solta ela e no fim terminam fazendo sexo. Vai entender? O que atrai um ao outro é o faro pela morte, Hanna sente prazer em matar e Dexter precisa matar para se sentir completo.

Enfim, tivemos neste episódio a adição de um escritor que acaba por dar a Dexter as pistas da qual ele precisava para ter certeza que Hanna era culpada. Não acredito que Dexter não pensou que o fato levantaria suspeitas, Deb, por exemplo, já entendeu que Dexter omitiu fatos para que pudesse cometer mais um assassinato.

O que Deb não contava é que ao invés de matá-la Dexter vai promover uma assassina ao cargo de cunhada, que desgosto não é Debra Morgan?

Alguns assuntos menos importantes foram abordados, como a decisão prévia de Batista de se aposentar (a que tudo indica ele também deve deixar a série a curto ou médio prazo), e o caso de desonestidade de Quinn que vai acabar por colocar Issake nas ruas novamente (Isso vai causar uma das maiores perseguições que Dexter já sofreu).

Por falar em perseguição, estou interessado em como os roteiristas irão lidar com o caso de Dexter, Hanna pode virar uma parceira e tanto para Dexter, mas também pode se tornar um grande engano e representar perigo.

Sei que muitos vão dizer que o episódio foi o pior da temporada, mas chegamos à sua metade e acredito que episódios assim são importantes para montar e desenvolver os arcos da série com qualidade.

Digo isso, pois posso apostar com vocês que o próximo episódio já vai demonstrar uma dinâmica maior, Issake deve ser solto, o escritor deve confrontar Dexter, Deb deve ir atrás dele para saber sobre Hanna, o caso do BHB deve ser abordado novamente e assim por diante. Tudo isso só é possível quando se existe episódios como esses dois últimos, pois neles temos todo esse desenvolvimento da história central.

Vale também falar um pouco da investigação de La Guerta que parece está rodeando os passos de Dexter, se isso vai chegar a incrimina-lo eu não sei, mas no mínimo acabará por deixa-lo afetado. Já é fácil perceber que a tensão por matar vem lhe acometendo episódio por episódio e quanto mais às coisas se complicam mais ele sente essa necessidade,

Obs.:1: Acho muito legal todos os momentos em que Deb descobre algo de Dexter e faz uma ligação ao passado. Só senti que faltou ela perceber que quando deixava os “vigilantes” escaparem ela estava na verdade deixando seu irmão a solta.

Texto de: AlvaroLuizMatos - @AlvaroLuizMatos
Compartilhe, comente e faça parte do Séries Em Foco

Veja a promo do próximo episódio de DEXTER:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentário(s)
0 Comentário(s)