DEXTER 6° TEMPORADA (RESUMO)

Por Alvaro Luiz Matos

4 de março de 2012


SPOILERS ABAIXO:

A todos que já conhecem a tão exaltada série DEXTER e acompanha a critica constantemente deve se sentir como eu me sinto. É óbvio que a série não permanece brilhante como em outrora e a que possui episódios bons só que a constância já não é a mesma.

Estou tomando o maior cuidado para não criticar minha série favorita e ao mesmo tempo ser fiel aos fatos. Fato é que Dexter se perdeu um pouco de rumo e começou a dar voltas e mais voltas. Uma pergunta que comprova isso: Você tem alguma idéia de como terminará a série?

Uma série que tem uma premissa tão interessante não pode ser estendida em demasia e por isso faço mais algumas perguntas: O que a quinta temporada agregou para o futuro de DEXTER? O que essa sexta temporada agregou?

Alguns podem responder: “o fato de Deb ter visto Dexter matando”, mas o fato é que as últimas duas temporadas tiveram algumas “enrolações” que não eram necessárias e peço para que pensem: Será que as duas últimas temporadas não poderiam ser apenas uma? Os doze episódios teriam sido mais ricos, por exemplo, o episódio “Nebraska” da sexta temporada é muito parecido com a ressaca moral que Dexter enfrentou após a morte de Rita, ou estou enganado?

Ainda haverá pessoas me criticando nessa altura do texto e minha ultima cartada para provar que estou certo é: Assistam novamente à primeira temporada. (ou até mesmo a 4°)

Por fim vamos falar dos acontecimentos dessa temporada.

Com uma premissa mais passada dando ênfase a lunáticos que acreditam no final do mundo e fazem com que isso se aproxime com as próprias mãos, Dexter se mostrou criativo novamente. (tem gente se perguntando agora: Mas você não estava criticando?)

O assunto realmente é bom e pra mim muito melhor do que a história dos estupradores de Lumen na temporada anterior e o problema não esta nisso e sim no como foi utilizado.

Os primeiros episódios foram animadores, pois a sensação era que Dexter havia voltado a ser como antes, a inclusão do Brother Sam foi a melhor dos últimos tempos e o personagem era forte, a idéia de que Harrison precisava crer em Deus e fazer com que Dexter passasse a se mexer com isso eram novamente genial. Porque então nada deu assim tão certo?

O primeiro erro foi matar Sam só para que Dexter percebesse que ninguém iria interceder por ele (idéia estúpida), os erros infantis que ele voltou a cometer se tornaram previsíveis, o fato de Harrison ter entrado em risco de novo se torna repetitivo, destruir o poderoso chefão da policia porque ele pegava uma puta foi imbecilidade e por fim o modo em que Deb descobriu se torna inaceitável já que na temporada anterior era o momento certo.

Vejo que os produtores fizeram algo que poderia ser simplesmente apagado para que no fim o importante acontecesse Deb descobrir Dexter. Pensa comigo, os personagens importantes que foram criados foram simplesmente delatados como Brother Sam, o fato daquela estagiaria do Masuka sumir da à sensação de que não gostaram dela e resolveram mudar o ator para que fosse mais convincente. E o os dois policiais patetas? O que foi aquilo?

Algumas coisas contribuíram com a série, o fato de Deb agora ser a tenente é uma boa sacada e principalmente o fato de pela primeira vez a série carregar um “possível” vilão de uma temporada pra outra é uma ótima idéia. (Se não for vilão retiro o que disse)

Peço desculpas para aqueles que agora estão se sentindo como eu, mas a ansiedade por novos episódios ainda me faz ter certeza que essa série, com ou sem erros, é a minha favorita.







































Postado por: @AlvaroLuizMatos

Me siga no Twitter : @AlvaroLuizMatos
Siga o site no Twitter : @SeriesEmFocoWeb
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentário(s)
0 Comentário(s)